A mente religiosa

por Shirla Lacerda

Gostaria de abordar um assunto hoje que encaramos no nosso dia a dia com bastante frequência.

Eu estava lendo recentemente a passagem de Lucas 13:10-17 que diz:

“E ensinava no sábado, numa das sinagogas. E eis que estava ali uma mulher que tinha um espírito de enfermidade, havia já dezoito anos; e andava curvada, e não podia de modo algum endireitar-se. E, vendo-a Jesus, chamou-a a si, e disse-lhe: Mulher, estás livre da tua enfermidade. E pôs as mãos sobre ela, e logo se endireitou, e glorificava a Deus. E, tomando a palavra o príncipe da sinagoga, indignado porque Jesus curava no sábado, disse à multidão: Seis dias há em que é mister trabalhar; nestes, pois, vinde para serdes curados, e não no dia de sábado. Respondeu-lhe, porém, o Senhor, e disse: Hipócrita, no sábado não desprende da manjedoura cada um de vós o seu boi, ou jumento, e não o leva a beber? E não convinha soltar desta prisão, no dia de sábado, esta filha de Abraão, a qual há dezoito anos Satanás tinha presa? E, dizendo ele isto, todos os seus adversários ficaram envergonhados, e todo o povo se alegrava por todas as coisas gloriosas que eram feitas por ele”.

Eu me alegro sempre que leio esta passagem pela forma como Jesus lidou com o príncipe da sinagoga que, mesmo sabendo que aquela mulher estava aprisionada por 18 anos, não aceitava que ela fosse liberta em um dia de sábado. O príncipe da sinagoga era um religioso que talvez só estivesse interessado em cumprir o “ritual” do culto.

É interessante notar a reação e postura de Jesus diante da mente religiosa do príncipe da sinagoga. Assim como Jesus disse a verdade sobre aquela mulher que estava aprisionada por Satanás por tanto tempo, Ele também disse a verdade sobre o religioso chamando-o de hipócrita, pois até o seu boi ou jumento tinha benefícios em um dia de sábado, sendo eles levados para beber água, ou seja, mesmo em um dia de sábado os animais podiam desfrutar de certo alívio e refrigério,quanto mais uma filha de Abraão!

A mente religiosa sempre tentará te fazer privar do seu privilégio como herdeiro da promessa de Deus.

A mente religiosa será sempre contra a vontade de Deus e perseguirá aqueles que querem receber Dele.

A mente religiosa demonstra dureza e falta de misericórdia, pois, apesar de ver aquela mulher naquela situação, ele não se importou com a vida miserável que ela levava por tantos anos.

A mente religiosa se importará mais em cumprir a “lei” e os “rituais” do que mostrar amor, graça e misericórdia.

Jesus chamou aquela mulher de filha de Abraão, que mostrava quem ela era e o que ela podia ter por direito.

Deus havia feito uma promessa para Abraão e toda a sua descendência (Genesis 12:1-3 – 22:17-18)  A aliança que Deus fez com Abraão e todos os seus descendentes era uma aliança de paz, prosperidade, saúde, bênção e provisão. Mas isto não era uma realidade na vida daquela mulher. A Bíblia diz que ela tinha um espírito de enfermidade havia já dezoito anos; e andava curvada, e não podia de modo algum endireitar-se.

A condição física daquela mulher estava afetada por causa daquele espírito de enfermidade e percebe-se pelo texto, que ela já tinha tentado ajuda por outros meios naturais, pois a Bíblia diz que ela “não podia de modo algum endireitar-se”.

Isto nos indica que ela tentou endireitar-se, mas não conseguia de modo algum obter êxito.

Eu posso imaginar a tortura emocional e física pela qual esta mulher passou. O problema dela não era algo que podia ser escondido. O problema dela era visível a todos. Como você se sentiria se o seu problema não pudesse ser escondido ou amenizado, mas fosse algo tão óbvio e tão claro para todos que o vissem? Esta mulher viveu esta realidade. Todos sabiam do seu problema!

Talvez ela se sentisse humilhada tendo que andar encurvada todos aqueles anos.

Mas aquele dia foi diferente para ela! Naquele dia entrou alguém na sinagoga que verdadeiramente se importou com o estado físico e emocional dela e mudou a sua vida totalmente.

Perceba que não foi a mulher que foi até Jesus. Talvez ela já tivesse procurado ajuda naquela mesma sinagoga outras vezes e nada havia acontecido por isso, talvez, ela pensasse que não era digna de receber tamanha libertação e não “incomodou” o mestre naquele dia.

Mas Jesus a viu e chamou-a a Si! Que coisa maravilhosa é saber que Jesus nos vê, vê os nossos problemas, nos vê como realmente somos,vê a nossa incapacidade e deficiência, mas mesmo assim Ele nos chama para Ele. Tudo muda em nossa vida quando Ele nos chama para perto Dele!

Como Jesus nos chama para perto Dele hoje? Ele faz isso pela Sua Palavra. Cada parte da Palavra de Deus é Jesus nos chamando para perto Dele, para então recebermos libertação de áreas diversas em nossa vida.

Portanto, não deixe que a mente religiosa o impeça de receber todos os privilégios e direitos da aliança que você tem com o Senhor. Não importa a sua dor ou a sua vergonha e humilhação, e também não importa por quanto tempo você está aprisionado a essas coisas.

Deus quer mudar a situação em sua vidahoje! Ignore a mente religiosa e receba Dele agora mesmo!

Grande abraço.

Talvez você goste também

Fechar Menu
X